08/07/2008

.: CINEMA .: Kung Fu Panda

Se a estética mais adulta/obscura de "Wall-E" não atraiu de imediato a minha filhota, toda a ação multicolorida de "Kung Fu Panda" fez brilharem os olhinhos da pequenina - e lá fomos nós para o cinema, não sem antes passar pelo McDonald's para garantir o respectivo bonequinho do McLanche Feliz. O fato é que a nova animação Dreamworks é graciosa, fofinha, uma excelente diversão para o final de semana, para encher a pança de pipoca numa sala repleta de pequeninos. Mas ela tem muito menos significado para os pais do que os trabalhos de dupla camada da Pixar: a camada de compreensão para as crianças, com todas as piadas pastelão e personagens cativantes, e a camada de compreensão para os adultos, repleta de piadas e referências sobre cultura pop das quais apenas os maiores vão achar graça.

"Kung Fu Panda" tem lá os seus elementos típicos dos clássicos filmes de artes marciais que Hollywood costumava produzir aos montes. Tem também uns toques de videogames de luta, conforme os nerds mais old school perceberão imediatamente. E a animação, de fato, é de cair o queixo, muitíssimo melhor do que a de qualquer um dos três "Shrek" - destaque para a cena da morte de um dos personagens mais legais (sem spoilers!), que é de uma delicadeza sem tamanho, e também para as excelentes (e muito ágeis) coreografias de luta da fuga do vilão Tai Lung e, na seqüência, de seu confronto com os cinco furiosos numa ponte de madeira. Mas duvido que o filme tenha apelo maior do que este para fanáticos e puristas do acetato, sabe? Compreende, Fanboy? :-)

Destaque para a deliciosa construção de personagem do próprio Po, careteiro e carismático até dizer chega, bem a cara do dublador Jack Black, naquele tipo gordinho e bonachão. Como assisti, obviamente, ao filme dublado em português, é preciso dizer que a participação da Juliana Paes é absolutamente desnecessária (pelamordedeus)...mas não é que o Lúcio Mauro Filho se dá muito bem no trabalho? O sujeito segura bem a bronca, interpretando com naturalidade e um bom humor que dá a nítida impressão de que ele deve ter se divertido um bocado no meio do caminho.

Nenhum comentário: