29/08/2008

.: CINEMA .: Gibis nas telinhas e telonas

- E Jeff Robinov, presidente da Warner Bros., confirmou que a idéia do estúdio é reintroduzir a franquia do “Superman”, fazendo com o filme de Bryan Singer mais ou menos o que a Marvel fez com o “Hulk” de Ang Lee: ignorando para começar do zero. Pois é, eles não curtiram muito os resultados de “Superman – O Retorno”. É hora de um...Superman Begins. “O filme não posicionou o personagem do jeito que precisávamos que ele fosse posicionado”, disse Jeff em entrevista ao “The Wall Street Journal”. Mancada. O filme é bom pacas. Totally retrô.

- Há. A HBO ficou com medinho e não vai mais produzir a tal série baseada em “Preacher”, a profana série em quadrinhos escrita pelo alucinado Garth Ennis. Quem tirou o corpo fora foi a nova chefona do departamento de produção, Sue Naegle. Boatos diziam que a idéia era ter cada episódio adaptando exatamente um dos números do gibi, com diálogos usados na íntegra e desenhos de Steve Dillon servindo de storyboard. Mas a moça achou que “Preacher” é “muto sombrio, violento e controverso". Sim, estamos falando da mesma HBO de “Família Soprano”.

- Matthew Vaughn (Stardust) largou mesmo a direção da adaptação cinematográfica de “Thor”. Mas não desistiu dos filmes sobre quadrinhos: ele será o cineasta por trás de “Kick-Ass”, filme baseado no recente gibi de Mark Millar sobre um moleque fracassado que resolve se tornar um super-herói de verdade, com uniforme e tudo – mas cuja vida fica perigosa quando ele cruza com criminosos reais e com suas armas de verdade. O mais legal é saber que, por conta da natureza violenta da trama, nenhum estúdio de Hollywood topou bancar a brincadeira. Aí, o Vaughn foi lá, arrecadou a grana sozinho (cerca de US$ 30 milhões) e vai lançar a produção de maneira independente. Isso é que é ser macho.

- Um supervilão que tem que encontrar uma nova motivação para a sua vida depois que mata acidentalmente seu arqui-rival nos primeiros minutos de filme. Este é o divertido mote de “MasterMind”, animação produzida pela empresa de Ben Stiller e que deve ter as vozes de Robert Downey Jr. e Tina Fey. Lançamento? Previsto para 2010.

Nenhum comentário: