09/01/2009

.: CINEMA .: Um nerd e os filmes nerds de 2009

THE SPIRIT: Pronto, agora eu quero mesmo ver. Questão de honra. Li uma coleção de críticas ruins nas publicações americanas. Mas não quero me deixar influenciar por nenhuma delas (por mais que o veneno esteja escorrendo). Tudo que quero é ver, afinal, como ficou a “visão pessoal de Frank Miller” para a obra de Will Eisner. Nem vou tocar mais no assunto até lá.

WATCHMEN: Confio no Zack Snyder, #prontofalei. O cara conseguiu, com “300”, fazer um gibi meia-boca se tornar um filme fantástico. Sei que mexer num divisor de águas como é este é missão árdua, é ter que encarar uma horda de fãs xiitas e a sombra sempre constante de Alan Moore. Eu mesmo sempre sonhei com uma minissérie em 12 partes na HBO, como diz o R.Pichuebas. Mas os trailers me deixaram confiante.

THE CURIOUS CASE OF BENJAMIN BUTTON: Tá certo que não sou o Zarko, que está roendo até os cotovelos de vontade de ver o novo filme de seu adorado David Fincher. Mas gosto do resultado que ele consegue obter de Brad Pitt quando o dirige. Vejamos.

THE WRESTLER: Sempre fui um moleque viciado em luta-livre – o Michel Serdan era o meu mestre das noites de sábado. Este já seria motivo o suficiente para assistir a este filme – mas considerando que se trata de um drama daqueles profundos e com o Mickey Rourke no papel principal, uma espécie de “Rocky VI” com “WWF”, aí não dá para perder.

X-MEN ORIGINS - WOLVERINE: Nos gibis, não gosto do Wolverine. Nada. Mas o Hugh Jackman é tão bacana que me fez ir com a cara do personagem em sua versão da franquia cinematográfica. Vou ver pela obrigação de fã de quadrinhos e marvete inveterado. Afinal, vai ser um desfile de personagens inéditos nas telonas, com destaque para o Gambit e para o Deadpool. Hooray!

PUNISHER - WAR ZONE: Talvez eu tenha sido um dos poucos que gostou do filme com o Thomas Jane. Mas, sinceramente, não estou nem aí para os resultados deste “War Zone” nas bilheterias dos EUA. Os trailers são porradaria pura, com uma violência genuína e uma expressão de mal-encarado para Frank Castle como nunca tinha visto antes no cinema. Tá na minha lista.

STREET FIGHTER - THE LEGEND OF CHUN LI: Vamos combinar uma coisa? Que tal as pessoas desistirem de fazer filmes de “Street Fighter” até elas entenderem que Ryu e Ken são os personagens principais da série, hein? Nada de Chun Li ou Guile. Faça-me o favor. E como levar a sério um Vega interpretado por aquele japa feioso do Black Eyed Peas? Passo.

DRAGONBALL EVOLUTION: Nem do desenho eu gosto, preciso ser sincero. O Goku, quando era só um pivete no primeiro “Dragonball” #corrigido by xDanix, até que era engraçadinho. Mas no “Z”, virou um mala sem alça. Agora, basta uma olhadela mínima naquele trailer vergonhoso para perceber o quanto o destino reserva dor e sofrimento para os fãs da série. E insisto: por que diabos as pessoas resolvem fazer adaptações de desenhos e/ou games e/ou quadrinhos se vão fazer um treco que não lembra EM NADA o original? Não faz o menor sentido.
UP: Animação da Pixar, né? Nem tem como evitar. Se eu nem precisava de desculpas para ir ao cinema ver os filmes deles, agora que tenho uma pequena de 5 aninhos, ficou ainda mais fácil encontrar momentos adequados. Por pior que seja o programa, a companhia vale a pena (e este foi o meu momento pai coruja!).

HARRY POTTER AND THE HALF-BLOOD PRINCE: Ando sem paciência nenhuma para o bruxinho. Li só até o terceiro livro e parei. Perdeu a graça. Mas continuo vendo os filmes meio que no automático, do tipo “ah, já vi até aqui mesmo, agora vamos em frente”.

UNDERWORLD - RISE OF THE LYCANS: Odin! Quem diabos colocou esta porcaria emo-vampírica na lista? Afe! Próximoooooooooo!

CORALINE: Animação bizarrinha inspirada na obra de Neil Gaiman. Se a direção fosse do Tim Burton, acho que desde já seria o filme favorito da Srta.Ni, por antecipação. Estou no barato de ver qual é.

FANBOYS: Totalmente inevitável. Talvez um dos filmes mais obrigatórios desta lista. A saga de um bando de fãs tarados de “Star Wars” poderia, inclusive, ser a história da minha vida – se trocássemos o Darth Vader por Peter Parker, é claro. Para ver rodeado de camaradas.

THE PINK PANTHER 2: Gente, pelamordedeus. Mais respeito ao Peter Sellers, pô.

FRIDAY THE 13TH: E agora o Jason Vorhees corre, não é? Sei lá, acho que vou dar um voto de confiança. Afinal, os três primeiros filmes da série clássica são bons, muito bons, bons demais, slasher de qualidade.

MONSTERS VS. ALIENS: Vi o trailer com a minha filha no cinema. Ela nem deu muita bola, mas eu achei uma delícia. Homenagem a todos os filmes clássicos de terror das antigas e também às trasheiras-velharias da época em que eu via festivais gratuitos no SENAC, em Santos, Roger Corman e Ed Wood. Nerd trintão fica saudosista pacas, né não?

CRANK - HIGH VOLTAGE: Vou falar – quero muito ver “Watchmen”, mas acho que quero bem mais ver este “Adrenalina 2”. Magia pura, ignorância em níveis máximos, testosterona fora de controle, tudo cortesia de um Jason Statham cada vez mais estiloso, alucinado, nervoso, machista, brutal. Topo dos meus “quero muito ver em 2009”.

STAR TREK: Pode não ser o Picard, que é bem mais bacana do que o Kirk (sei que já disse isso por aqui, mas não custa relembrar). Mas com o J.J.Abrams, acompanhado de uma equipe de trekkers de carteirinha #corrigido by Chosen, por trás do projeto - além do Simon Pegg no elenco, claro -, prometo que vou relevar aquele trailer que parece mais “Star Wars” do que “Star Trek”.

ANGELS & DEMONS: Nem odiei “O Código Da Vinci”, apesar do cabelo horrendo do Tom Hanks – concorrendo apenas com a peruca medonha do Nicolas Cage em “Motoqueiro Fantasma”. Mas também não adorei. Sei lá. Talvez eu alugue quando não estiver passando nenhum episódio inédito do “House” na TV.

TERMINATOR SALVATION: Nunca um título foi tão apropriado. Nada melhor do que Christian Bale como John Connor e um tom bem sóbrio e apocalíptico para me fazer esquecer aquele vergonhoso terceiro filme.

DRAG ME TO HELL: Sam Raimi de volta aos filmes de terror. Estamos entendidos?

BRUNO: Rapaz, eu achei “Borat” tão ruim, mas tão ruim, que é praticamente uma obrigação moral conferir se o Sacha Baron Cohen vai se superar no nível de porcaria. Mas vou esperar chegar em DVD, obviamente. Não quero gastar a grana da pipoca com isso.

TRANSFORMERS - REVENGE OF THE FALLEN: Um dos meus objetivos para 2009 vai ser ir para Santos especialmente para assistir a este filme ao lado do amigo Fanboy. Se o filme for horrendo, vai ser ótimo ficar tirando um sarro da cara dele. E se o filme for bom, vai ser igualmente divertido vê-lo surtando com o possível primeiro acerto da vida do Michael Bay.

G.I.JOE - THE RISE OF COBRA: Todo homem da minha idade teve um “Comandos em Ação” quando era moleque. Tem o maior jeitão de que vai ser tosco. Mas minhas memórias de infância me obrigam a poupar uma graninha para ver o Duke gritando “Yo, Joe!”. Melhor ainda seria se o diretor tivesse presença de espírito e chamasse o Chuck Norris para fazer uma participação especial como o Falcon.

ICE AGE - DAWN OF THE DINOSAURS: De todas as franquias infantis do cinema, acho “A Era do Gelo” a mais nhé. Sem gracinha, sabe? Mas o que manda nos filmes é mesmo a presença do azarado esquilinho Scratch. Tendo mais espaço para ele nesta seqüência, já valeu o ingresso que vou ter mesmo que gastar. Vai ter até versão em 3D, só para aumentar o barato.

INGLOURIOUS BASTERDS: Tarantino e um elenco de malucos numa história improvável sobre a Segunda Guerra. Vai fazer o Tom Cruise e seu “Valquíria” comerem poeira. Legal vai ser descobrir que nome vão dar para este filme em português. “Bastardus Sem Glóuria”, apenas para manter os erros propositais? Façam suas apostas.

ASTRO BOY: Enquanto diversos fãs de mangá não dão a mínima para o Tezuka (sim, você sabe que estou falando de você...), eu sou o contrário: não dou a mínima para os mangás, mas adoro o Tezuka. É o Mauricio de Souza do Japão. Vambora.

SAW VI: Ok, vamos parar. Chega, né? Já deu o que tinha que dar. Blergh.

H2: Rob Zombie. Nem vi o primeiro ainda (quando alguém vai se dignar a lançar isso por aqui, aliás?), mas um sujeito que fez “Rejeitados pelo Diabo” tem créditos o suficiente comigo.

THE WOLFMAN: Assim como Val Kilmer nasceu para ser o Jim Morrison nos cinemas e já poderia ter se aposentado por, enfim, cumprir seu papel na vida, o Benício Del Toro nasceu para ser o Lon Chaney Jr. com pêlos por toda a cara. Que Che Guevara que nada. Depois ele vê o que faz da carreira.

SHERLOCK HOLMES: Um filme do detetive dirigido por Guy Richie, com Robert Downey Jr. no papel principal e com Jude Law como Watson é tão bizarro e tão esquisito que me dá a maior vontade de ver.

THE PRINCESS AND THE FROG: Como disse um amigo, que tal “a versão contos de fadas da Disney para a história do Obama”? Uma princesa negra? Fantástico! Vejamos se estes americanos babacas não tratam o assunto com seu habitual preconceito velado...

8 comentários:

DriadeDourada disse...

huheuheuehueh
Ótimo post! Onde vc conseguiu a lista? no IMDB?

Ah! o cara do Black Eyed sei lá o q é mexicano... melhor do q japoneis né?!

Silas Chosen disse...

O Abrahams nunca viu Star Trek na vida. É o produtor parceiro dele que ama. E só por curiosidade, procura o trailer de Slumdog Millionaire (e aproveita pra pegar o dvd eo último filme eo mesmo diretor Danny Boyle, Sunshine) e o trailer de um filme que dificilmente chega aqui, The Fall.

Anônimo disse...

Chato.

xDanix disse...

"Agora, basta uma olhadela mínima naquele trailer vergonhoso para perceber o quanto o destino reserva dor e sofrimento para os fãs da série."

Ai ai, expressou meus sentimentos em relação a este filme horrendo que insistem em dizer que é adaptação do meu mangá preferido de todos os tempos...
Mas o GT não é legal, não não. Aliás, nem é feito pelo Toriyama. Vc deve estar falando da primeira parte do DB, que só chama Dragon Ball, sem nenhuma letra depois.

E estou aguardando ansiosamente o filme de Watchmen. Será o melhor filme do ano (espero!).

Thiago "El Cid" Cardim disse...

@DriadeDourada: Ele pode ser mexicano, cubano, porto-riquenho, tanto faz. Mas tem a maior cara de japonês genérico.

@Silas / @Dani: Correções feitas e devidamente creditadas. Obrigado pelos olhares de águia! :-)

@Anônimo: Cara de mamão! :-P

Paco D. Lee disse...

Hmmm, boa lista; quer dizer, principalmente nerd. XD

Mas está ótima.

kaickull disse...

Bela lista.

Além desses, acho que vale uma conferida em KICK-ASS, do Matthew Vaughn. Apesar dos pesares de STARDUST, não tem como um diretor/produtor porra louca foder com uma estória de Mark Millar. E também ADRENALINA 2 (ou como queiram chamar por aqui) porque... porque Jason Statham é um cara muito bacana e Amy Smart vale qualquer lance.

kaickull disse...

E, se eu conseguir botar a mão numa cópia, a versão cinema para 20th CENTURY BOYS também será ciaxa em 2009. :P