19/02/2009

.: MÚSICA .: Review de Show .: Edguy (Credicard Hall, São Paulo, 15/02/09)

A mudança está mesmo no ar para o quinteto germânico Edguy. Se o recente disco “Tinnitus Sanctus” deixa claro mais um passo rumo ao metal totalmente infectado pelo hard rock – e que, por vezes, se distancia do power metal pelo qual a banda se tornou conhecida, ao vivo não poderia ser diferente. Na turnê que passou pelos palcos paulistanos no último domingo (15), em seu primeiro show fora da Europa, o Edguy provou que continua pegando pesado, para pular e bater cabeça durante quase duas horas. Mas também mostrou que esta é uma banda absolutamente de bem com a vida e com os rumos de sua carreira.

A transformação é ainda mais evidente na figura do vocalista Tobias Sammet, cada vez mais alegre, falador, piadista, sorridente, performático, distante daquele clichê do headbanger feroz cabeludo e com cara de malvado. Neste domingo chuvoso e cinzento, o frontman revelou um domínio ainda maior do palco e também de sua platéia. Os brasileiros estavam em suas mãos, numa relação de tamanha cumplicidade que chegou a criar um bem-vindo clima intimista. Resultado? Uma dos melhores - senão a melhor - apresentações do grupo em terras tupiniquins.

Leia a minha crítica completa no Whiplash!

Nenhum comentário: