13/02/2009

.: QUADRINHOS .: Novidades da NY Comic-Con

Com um monte de nerds fantasiados todos reunidos em um único lugar, é claro que as editoras de quadrinhos apareceriam para juntar-se à festa – anunciando grandes novidades para os próximos meses:


- Deram duas novas chances ao Chris Claremont nos X-Men. Ele vai escrever um gibi numa espécie de cronologia alternativa continuando a história dos mutantes exatamente onde ele parou, lá em 1991, ainda com a arte de Jim Lee. Ou seja: “O que aconteceria se Chris Claremont tivesse continuado a escrever os X-Men?”. E mais: ele também continuará a série “GeNext”, sobre o que imagina ser um futuro para os heróis-X. Vai bagunçar a cabeça de muita gente, garanto.

- Larguem de chororô, a linha Ultimate da Marvel não vai acabar. Em julho, depois dos especiais “Requiem”, se iniciarão novas fases desta cronologia, com menos títulos e um novo nome: Ultimate Comics. O importante é saber que Brian Michael Bendis continua escrevendo o Aranha Ultimate e Mark Millar (fora, Jeph Loeb!) está de volta aos Supremos – que, nos EUA, passa a se chamar “Ultimate Avengers”.

- Por falar em Bendis, ele prometeu que “Powers”, sua série independente da linha Marvel Icon, vai voltar nos quadrinhos e também deve tornar-se uma série de TV, a ser exibida pelo canal FX.

- Ainda sobre Bendis, ele e Michael Gaydos farão juntos uma nova minissérie com a personagem principal de “Alias”, a surtada Jessica Jones.

- Comemorando os 70 anos da Marvel, a edição especial “The Marvels Project” vai revelar os motivos por trás da clássica luta entre Namor e o primeiro Tocha Humana, antes da Segunda Guerra Mundial. O roteiro será de Ed “fiz o Capitão América ser um personagem decente” Brubaker.

- O Homem-Aranha ganhará uma edição especial chamada “Spider-Man: The Short Halloween” – nítida sacanagem com o “O Longo Dia das Bruxas” do Batman. Quem escreve é a dupla Bill Hader e Seth Myers, comediantes do “Saturday Night Live”. Os desenhos são do ótimo Kevin Maguire, da fase cômica da Lia da Justiça.

- Para não dizerem que sou um marvete bastardo, no mundo da DC o maior destaque é o anúncio de que haverá uma nova série do Homem-Animal (YEAH!). Ainda não se sabe quem será o desenhista e tampouco o roteirista (chamem o Grant Morrison, faz favor), mas as capas serão de Brian Bolland, é claro.

- Keith Giffen, J.M. DeMatteis e Kevin Maguire, o infame trio responsável pela Liga da Justiça Internacional, vai fazer uma série de histórias secundárias dos Homem-Metálicos, publicadas junto a uma nova série mensal da Patrulha do Destino, escrita pelo próprio Giffen.

- E apenas para constar, os fãs continuaram tentando entender tanto a morte do Batman quanto a conclusão de “Final Crisis” – ambos obra de Morrison e ambos considerados confusos pacas. Até Dan Didio se enrolou na hora de tentar explicar a zona.

********************************
Por falar em gibis de super-heróis, é necessário citar: o que deu na cabeça do Brett Ratner para resolver fazer uma adaptação cinematográfica de “Youngblood”? Prometo nem fazer piadas óbvias sobre as habilidades, como desenhista, do criador Rob Liefeld. O caso é que o roteiro das histórias consegue ser tão ruim quanto as mãos com quatro dedos, as intermináveis fileiras de dentes ou os pés inexistentes! Trata-se de um grupo de heróis que é uma mistura evidente e sem nenhuma criatividade dos X-Men com os Vingadores, ambos em suas versões do começo dos anos 90. Parece muito mais um projeto do Uwe Boll do que do coitado do Ratner – você pode nem gostar de “X-Men 3”, mas admita: “Hora do Rush” é uma série despretensiosa e muito divertida!

3 comentários:

Silas Chosen disse...

marvete bastardo

Anônimo disse...

presenteei-me com o calhamaço "marvel chronicles".

procure na amazon.com.

ainda assim, eu esquartejaria o stan lee e o peter parker por "the short halloween".

Igor José P.G.G. da Silva disse...

Sobre o Ratner e "Youngblood":Isso deve ser praga depois de ter sugerido Robert Downey Jr. para um filme solo do Coringa...