22/06/2009

.: QUADRINHOS .: America needs your help!

E como eu, você e toda a torcida do Flamengo bem sabíamos que aconteceria mais cedo ou mais tarde, o Capitão América original, Steve Rogers, vai enfim voltar do mundo dos mortos. Vai acontecer mais especificamente em "Captain America Reborn", uma minissérie publicada nos EUA a partir de julho, partindo dos eventos de "Captain America # 600". O roteiro será de Ed Brubaker, que vem fazendo um excelente trabalho no título do Bandeiroso mesmo antes do personagem bater as botas, e a arte de Bryan Hitch - sim, o mesmo Bryan Hitch de "Os Supremos Vol.I & II". Será que agora ele consegue cumprir os prazos de entrega?


"Nós vínhamos planejando esta história desde que o Capitão morreu", diz o editor Tom Brevoort. "Vai ser a nossa chance de explorar como as coisas mudaram nestes anos desde que Steve morreu, além de mostrar quem ele é de fato e porque se tornou o Capitão América", complementa Brubaker. E eu? O que acho? Ora, vamos, sabemos que dificilmente alguém morre de verdade nas HQs de heróis da Marvel e da DC, sejamos sinceros. E mesmo assim continuamos lendo! Todo mundo sabia que ele ia voltar - afinal, temos um filme sobre o herói estrelado quase saindo do papel, não dá para ignorar isso. E estamos falando de um personagem que simboliza o patriotismo ianque, tão em alta depois da eleição de Barack Obama, com ou sem crise. Ou a seguinte declaração de Brevoort não lhes soa comício de campanha, do tipo yes, we can: "Steve de volta parece refletir o sentimento atual de positividade e um mundo que quer acreditar em heróis novamente, que quer acreditar que os homens bons triunfam e que podemos ser pessoas melhores". Obama, como bom leitor de gibis, deve ter encomendado pessoalmente este retorno, fala sério.

Tudo que me importa é ver Brubaker dar continuidade ao trabalho de qualidade nos roteiros, evitando cair na breguice típica de histórias como esta - ouvi um lance sobre uma espécie de "jornada metafísica" e fiquei com muito medo. Mas Brubaker trouxe nada menos do que Bucky Barnes, o Robin do Capitão, de volta e o transformou em um personagem tão bacana e tão querido pelos leitores que acabou sendo a escolha - relutante, é verdade - para assumir o manto do amigo Rogers. Então, ele tem crédito, até. Vai ser divertido ver Rogers encarar Tony Stark, amigo e ao mesmo tempo rival na "Guerra Civil", depois de toda a cagada que os skrulls deixaram para trás. "Eu avisei. Ah, eu avisei", Rogers deveria dizer na cara multimilionária do Ferroso. É, acho que vai ser divertido.

Nenhum comentário: