09/12/2009

.: QUADRINHOS .: E se o Batman fosse o Coringa?

A pergunta que dá título ao post é também o mote principal de "Nemesis", título da dupla Mark Millar (roteiro) e Steve McNiven (arte) para a linha autoral "Icon", da Marvel Comics, com lançamento previsto para março do ano que vem. O conceito segue a linha de inversão dos arquétipos clássicos dos super-heróis que Millar tanto adora - basta ver as igualmente autorais "Procurado" e "Kick-Ass". Basicamente, temos um gênio bilionário como Bruce Wayne usando todos os seus talentos (além de sua fortuna) com objetivos nem um pouco filantrópicos. Afinal, estamos falando de um gênio bilionário como Bruce Wayne e que também é um sádico psicopata com gosto por sangue como o Coringa. E, diferente do uniforme sombrio do Batman, ele prefere uma roupa toda branquinha, dos pés a cabeça, com capuz, capa e tudo. Dá só uma olhada na carinha simpática do sujeito na imagem ao lado.

Segundo o próprio Millar explicou em entrevista ao site Comic Book Resources, o lunático muda de país anualmente, sempre enfrentando o principal policial do lugar para onde se muda. O que o camarada quer é a emoção do desafio. "Então ele manda uma pequena coroa de flores com a data e o horário em que o seu algoz vai morrer", conta o escritor. O tal policial, como você deve ter percebido, é a versão particular de Millar para o Comissário Gordon. Mal o gibi foi sequer divulgado, com uma mera imagem teaser, os executivos de Hollywood já ficaram todos alvoroçados, gerando as primeiras ligações para sondar a respeito dos direitos de adaptação para os cinemas. Pelamordedeus, primeiro lancem "Kick-Ass" e vejam o que acontece. Aliás...alguém aí vai se dignar a lançar "Kick-Ass" aqui no Brasil?

E tem mais...

...o blog The Source, fonte de informações oficial da DC Comics, revelou que a editora vai lançar novas versões de seus medalhões em uma série de graphic novels mensais com o título de "Earth One". Os primeiros serão Super-Homem - com roteiro de J. Michael Straczynski e arte de Shane Davis - e Batman, que terá roteiro de Geoff Johns e desenhos do ótimo Gary Frank. Veja só as primeiras imagens conceituais, com destaque para a nova proposta de uniforme do Morcegão. Pelo que se sabe até então, estas séries serão ambientadas na tal Terra Um, que tem uma continuidade diferente daquela complicadíssima que acompanhamos todos os meses nas revistas da editora. Cada volume trará uma história fechada, no formato encadernado das graphic novels, e com o objetivo de ser "mais acessível para novos leitores". Exatamente o mesmo projeto da linha Ultimate, da Marvel. Diacho, mas esta não era a ideia da linha All-Star? Qual é mesmo a diferença?

...e em 2010, enquanto a Marvel ataca com a megasaga "Siege", a DC investe na guerra dos Super-Homens. Em maio, durante o Free Comic Book Day, será lançada gratuitamente a edição zero de "War of the Supermen", com roteiro de James Robinson e arte de Eddy Barrows. A promessa é mudar radicalmente a vida do Azulão, embora todos nós saibamos bem que estas mudanças "radicais" costumam durar pouco tempo no universo dos gibis de super-heróis. O editor Matt Idelson, tentando manter o clima de suspense, promete que esta é uma batalha que surge como resultado de vários anos de aventuras do Último Filho de Krypton. Eu ficaria com medo.

Um comentário:

RicardolbSdA disse...

Millar sempre surpreendendo, o sujeito é um monstro, diga o que quiser, o cara é foda!