08/04/2010

.: CINEMA .: Capitão América

...e a Marvel fez tanta frescura na hora de selecionar o intérprete do Steve Rogers para o longa-metragem do Sentinela da Liberdade e acabou ficando com o Chris Evans, o camarada aí da foto. É, você sabe bem quem ele é.

Não concordo com os nerds se descabelando porque ele teria interpretado o Tocha Humana nos dois filmes do Quarteto Fantástico e, por isso, não poderia viver outro pesonagem do mesmo "universo". Sorry, guys, mas os filmes do Quarteto, dos X-Men, do Aranha e do Demolidor, além do primeiro filme do Hulk, só para citar alguns, não pertencem ao mesmo "universo" do filme do Capitão. Podem ser todos personagens da mesma editora, quando falamos em gibis. Mas só os filmes produzidos pela Marvel vão ter interação entre si, falando então do novo Hulk, do Homem de Ferro e dos vindouros Capitão América e Vingadores. Estamos falando de cronologias diferentes, ao seu pensar no cinema. Permitam-se ser purista, ok? :-)

Mas também me sinto no direito de dizer que achei a escolha bem estranha. Uma pontinha de dúvida me corrói. Pontinha nada, uma pontona. Tomara que eu esteja errado.

A Fox escolheu o Hugh Jackman para o papel de Wolverine, vi a foto do cara no teatro australiano, tirei uma onda, ele incorporou de tal forma que me fez morder a língua. Já contei esta história por aqui. Era uma incógnita completa, cometemos o pecado de julgá-lo só pela aparência. Quando a Warner anunciou o Heath Ledger para ser o Coringa, no entanto, eu comemorei, porque sempre achei que o cara era um excelente ator. E deu no que deu, um acerto do tamanho do Galactus. Mas com o Evans...sei lá, é meio diferente. Não quero parecer preconceituoso. Só que as únicas referências que temos dele são em papéis cômicos e de qualidade pra lá de duvidosa, sempre com este sorrisinho besta no rosto. Ele pode ser um cara muito legal. Mas não me parece que vai surpreender a todos com uma interpretação dramática impressionante, tirada da manga. Steve Rogers não é, nem de longe, um papel "engraçadinho". É um homem perdido fora de sua própria era. Um sujeito que carrega o fardo de representar uma nação como seu maior herói, vestido com sua bandeira. Um herói de guerra jogado ao status de super-herói.

De novo: espero estar redondamente enganado. Mas imagina ele em cena com o Downey Jr., no filme dos Vingadores? Vai ser engolido em praça pública.

O que levanta uma questão ainda mais preocupante: será que a Marvel aposta em Evans para se reinventar em um papel como este? Ou, o que é ainda pior, será que a Marvel está planejando um Capitão América diferente, para o público teen, e justamente por isso escolheu Chris Evans?

E aí, caro leitor? O que você acha?

Depois de ler o Capitão América de Ed Brubaker e o Capitão América Ultimate de Mark Millar, juro que não vou ter saco para encarar um Bandeiroso da geração "Crepúsculo". Aliás, depois de ver Downey Jr. como Tony Stark e Edward Norton como Bruce Banner, eu juro que espero algo à altura para Rogers. Foi a Marvel que colocou o nível lá em cima. Eles que se virem para mantê-lo. Não tô nem aí.

2 comentários:

Silas Chosen disse...

Eu não gosto dessa escolha também. Pra mim, Josh "Sawyer" Holloway poderia ser um Capitão muito mais presença e muito mais líder, com o devido treinamento. Sem falar que ele é idêntico ao personagem.

Mas para não diminuir tanto o Evans, digo que assista ao excelente SUNSHINE, de Danny Boyle. Vale a pena.

Thiago "El Cid" Cardim disse...

Sawyer como Capitão América? Idéia fantástica! Mas, numa boa? Acho que nem o "Sunshine" libera o Chris Evans... :-P