05/04/2010

.: MÚSICA .: Manowar no Brasil

Tá bom, eu sei que eles usam roupas de gosto duvidoso e tiram fotos como esta acima, devidamente besuntados em óleo. Ok, eu tenho plena consciência de que 90% das canções deles têm as palavras "metal", "war", "steel", "fire" e demais variações. Mas, sinceramente, não estou nem aí. O Manowar pode ser aquele tipo de banda que eu sempre chamei de "banda conceito", que insiste naquele mesmo tema recorrente das batalhas, dos guerreiros armados até os dentes contra inimigos sem rosto, dos deuses vikings rumo ao Valhalla, da defesa do verdadeiro metal contra aquilo que chamam, em refrões inflamados, de "falso metal". O vocalista do Massacration já disse, em uma entrevista, que eles são o "Village People do metal". Pode até ser. Admito. Mas, insisto: não estou nem aí. Porque o Manowar sempre foi um das minhas bandas favoritas, mesmo com suas frases feitas e panfletárias. Porque o Manowar é a banda mais Conan que existe. Porque o Manowar sempre foi uma das bandas que eu sempre quis ver ao vivo. E porque o Manowar está voltando para o Brasil, depois de uma longa e tenebrosa ausência.

Se eles fizessem um setlist apenas com suas músicas que têm "metal" no título, já seria inesquecível. Mas ainda tem mais, muito mais. O que eu espero? Um espetáculo de pura testosterona, de bate-cabeça em ritmo descordenado e alucinado, de berros em louvor a Odin, principal protagonista do disco anterior, "Gods of War", e do recente EP, "Thunder in the Sky". Espero poder soltar da garganta o grito preso de "Other bands play, Manowar kills". Espero fúria, suor, lágrimas*, veias saltadas, punhos cerrados para o alto. E também espero um punhado de risadas, ao lado dos meus bons amigos, invencíveis brothers of metal. Porque ninguém é de ferro, fala sério. Ou de aço, sei lá.

MANOWAR - DEATH TO INFIDELS TOUR IN BRAZIL
07 de maio - São Paulo/SP
08 de maio - Rio de Janeiro/RJ
09 de maio - Belo Horizonte/MG

* Você pode achar "lágrimas" um exagero. Até eu achava. Mas ouvi a música "Father", um dos destaques de "Thunder in the Sky". E chorei. De verdade. É uma canção que falou diretamente ao pai que sou e igualmente ao filho que também sou. Quem diria que "a voz de Eric Adams" e "delicadeza" caberiam na mesma frase?

2 comentários:

Anônimo disse...

"O Village People do Metal"! Essa eu não tinha ouvido! Manowar é Manowar, não tem jeito! E dá-lhe Conan Metal!

RicardolbSdA disse...

é indiscutivel, manowar ameo ou odeio!
no meu caso eu acho a banda superbacanuda é claro que você
deve encarar toda essa parada de 'deuses do metal' de uma maneira comica, embora eu indentifique em meus tempos de rpg com toda essa tematica da banda.
hail!