05/06/2010

.: QUADRINHOS .: Marvel Especial 18 - Marvel 2099

Eu até que gostava do universo 2099 da Marvel, juro. É, aquela releitura futurista dos principais personagens da editora, sabe? Tá bom, os X-Men eram sofríveis e o Justiceiro era doloroso de tão ruim. Mas o Homem-Aranha 2099 de Peter David e Rick Leonardi (veja ao lado) era divertido até a tampa. E aquela arte cyberpunk non-sense de Chris Bachalo para o Motoqueiro Fantasma era fenomenal. Tinha coisas boas, até. Mas, sendo bom ou sendo uma porcaria, tanto faz. Eu só queria entender o que diabos deu na cabeça da Casa das Ideias para tentar um revamp deste universo do jeito que nos foi apresentado no número 18 de Marvel Especial, que chegou este mês às bancas brasileiras.


Esta edição especial, que reúne a série "Timestorm" completa (os quatro números originais mais os gibis especiais do Aranha e dos X-Men), joga o Justiceiro 2099 Jake Gallows na nossa linha temporal, enquanto o Homem-Aranha e o Wolverine de nossa era vão parar em 2099. Os motivos, sinceramente, não importam. O roteiro é raso demais para fazer qualquer sentido prático, envolve raios laser e um holograma com vontade própria. Enfim. O fato é que, conforme diz o nome original em inglês, rolou uma tal tempestade temporal que zoou o mundo de 2099. Assim sendo, apenas os uniformes dos personagens 2099 permaneceram iguais. Todo o resto mudou. As origens são completamente diferentes. Ah, tá. Isso significa que este Homem-Aranha 2099, apesar do uniforme idêntico, é outro. O mesmo vale para os X-Men, para o Hulk, para o Motoqueiro Fantasma e até para o Doutor Destino.

Vamos tentar entender um negócio aqui, analisando em duas partes. Eu e a maior parte dos leitores já acostumados ao universo 2099 vamos estranhar imediatamente o que catso aconteceu com os personagens que já conhecíamos. Considerando um roteiro meia-boca e desenhos bizarros, não sobra nem o saudosismo para nos fazer gostar da revista. Aí, vamos pensar nos novos fãs de HQs, que nunca sequer leram nada do universo 2099. Para eles, o roteiro meia-boca e os desenhos bizarros já seriam suficientes para manter esta publicação bem longe. E não haveria, para esta molecada mais nova, qualquer sentido em usar os uniformes originais do mundo 2099. Poderia ser qualquer roupinha que já tava valendo. Ia ser um lixo de qualquer jeito.

Vejamos: um gibi sobre o mundo 2099 que não serve para os leitores saudosistas e tampouco para os fãs mais novinhos. Fica então a pergunta inevitável: por que diabos eu gastei o meu dinheiro nisso mesmo? Certas coisas nem mesmo eu consigo entender. Fica pra próxima.

Marvel Especial 18 - Marvel 2099
Editora: Panini Comics
Número de Páginas: 146
Preço: R$ 14,90

Nenhum comentário: