03/01/2012

.: TELEVISÃO .: O Incrível Mundo de Gumball.


Sei que existe toda uma leva de saudosistas que ainda sente falta daquele primeiro lote de produções originais do Cartoon Network, lá da década de 1990, como "O Laboratório de Dexter", "Johnny Bravo", "A Vaca e o Frango", "Du, Dudu e Edu" e o favorito da Srta. Francine "Ni" Guilen, "Sheep na Cidade Grande". Eu também gostava deles, admito, e também adoraria que um sujeitinho como Dexter tivesse tido vida ainda mais longa nas telinhas.

Mas quem tem mantido os olhos abertos à nova leva de comédias originais do canal não deve se arrepender com o que tem sido apresentado. Depois de produções deliciosamente non-sense como as recentes "Chowder" e "As Trapalhadas de Flapjack", que reúnem o humor pastelão do DNA Hanna Barbera com um frescor de inteligência que não subestima o gênio dos pequeninos e ainda leva os papais e mamães às gargalhadas, pude conferir outra produção da qual virei fã imediato: O INCRÍVEL MUNDO DE GUMBALL.

Trata-se da primeira série do canal totalmente produzida no Reino Unido, dentro do estúdio europeu de desenvolvimento mantido por eles, com uma combinação de animação tradicional em 2D, animação computadorizada em 3D e alguns elementos em live-action.

O INCRÍVEL MUNDO DE GUMBALL conta a história dos Watterson, uma família extraordinária que veio morar em uma cidadezinha aparentemente comum. O pai da família é um coelho cor de rosa de 1,90cm de altura chamado Ricardo, que fica em casa enquanto a mãe, a hiperativa felina Nicole, trabalha em uma fábrica de arco-íris. Seus filhos são bem comuns também: Gumball, um gato azul com uma cabeça gigante, e Anaís, uma coelhinha inteligente de quatro anos que, apesar da tenra idade, toma conta da família enquanto a mãe está fora. Também faz parte do núcleo o peixe dourado de nome Darwin, que vira praticamente um irmão para Gumball (além de colega de classe na escola) quando pernas nascem em seu corpo. Gumball passa pelos problemas típicos de um pré-adolescente de 12 anos, como ser perseguido por um descontrolado T-Rex na escola, ter sua identidade roubada por um robô e se vestir de maneira constrangedora para impressionar a garota de seus sonhos. Nada mais comum para uma típica família suburbana.

Toda quarta-feira, às 17h30. O Observatório Nerd recomenda.

Nenhum comentário: