01/02/2012

.: QUADRINHOS .: Before Watchmen

Não era apenas uma boataria da brava, que já durava mais de dois anos e aquecia inflamadas discussões em fóruns de fãs. Era, enfim, a mais pura verdade. A DC Comics não apenas confirmou o projeto "Before Watchmen", com diversas minisséries ambientadas antes da seminal série original escrita por Alan Moore e com arte de Dave Gibbons, como anunciou quais serão os títulos e quais serão suas respectivas equipes criativas, tudo com lançamento semanal a partir do meio de 2012:

RORSCHACH – Escritor: Brian Azzarello. Artista: Lee Bermejo
MINUTEMEN – Escritor/Artista: Darwyn Cooke
COMEDIANTE – Escritor: Brian Azzarello. Artista: J.G. Jones
DR. MANHATTAN – Escritor: J. Michael Straczynski. Artista: Adam Hughes
CORUJA – Escritor: J. Michael Straczynski. Artistas: Andy e Joe Kubert
OZYMANDIAS – Escritor: Len Wein. Artista: Jae Lee
ESPECTRAL – Escritor: Darwyn Cooke. Artista: Amanda Conner
CURSE OF THE CRIMSON CORSAIR – Escritor: Len Wein. Artista: John Higgins


Este último título, exatamente como acontecia com a série original e "Os Contos do Cargueiro Negro", terá duas páginas publicadas em cada uma das outras edições - e então terá sua conclusão na edição final, "Before Watchmen: Epilogue", que reunirá diversos artistas especialmente convidados. Aparentemente, cada minissérie se passará em períodos históricos diferentes, embora todas aconteçam antes dos eventos relatados em "Watchmen".

Olha só...as equipes criativas são boas. Têm potencial, preciso admitir. Mas, sinceramente...precisava disso? Vimos o que aconteceu quando resolveram revisitar "O Cavaleiro das Trevas" de Frank Miller, não é? Será que a DC não aprendeu? Traçando um paralelo, seria mais ou menos como alguém diferente do Coppola tentar fazer um quarto "O Poderoso Chefão" ou outra banda resolver que vai gravar o "Master of Puppets 2". E mesmo quando o autor original é convocado para este tipo de continuação/prequel, ainda assim a possibilidade do caldo entornar é MUITO grande. Porque certas histórias foram criadas para ter começo, meio e fim. Simples assim. Quem dera os diretores de "Matrix" tivessem entendido isso.

Julguem como quiserem. Mas creio que as frases abaixo mostram claramente o tipo de reação que um projeto como este pode causar:

"A versão original de Watchmen contém toda a história que Alan Moore e eu queríamos contar. Entendo as razões da DC para esta inicitiva e desejo a todos artistas e escritores envolvidos que façam um tributo a nossa obra. Que estes acréscimos tenham o sucesso que almejam" (Dave Gibbons, em cima do muro)

"Só podemos esperar que tenhamos feito tudo direito, que os fãs aprovem e que, algum dia, um dia muito distante e esperado, Alan Moore deixe de ficar puto com a gente" (J.M. Straczynski, querendo ser amigão)

"Tendo a levar esta última notícia como a confirmação de que eles [a DC] ainda dependem de ideias que eu tive 25 anos atrás" (Alan Moore, sendo apenas ele mesmo)

Nenhum comentário: