08/10/2012

.: CINEMA .: 36ª Mostra Internacional de Cinema


De 19 de outubro a 02 de novembro acontece em São Paulo a tradicional Mostra Internacional de Cinema. Durante duas semanas, serão exibidos cerca de 350 títulos de mais de 60 países e diversas cinematografias em 28 espaços entre salas de cinema, museus e instituições culturais espalhados pela capital paulista. A seleção deste ano faz um apanhado do que o cinema contemporâneo mundial está produzindo, além das principais tendências, temáticas, narrativas e estéticas produzidas em todo o mundo.

A 36ª Mostra Internacional de Cinema é composta por cinco seções: Competição Novos Diretores – que exibe títulos de diretores que tenham realizado até dois longas (os mais votados pelo público serão vistos pelo Júri Internacional, que escolhe posteriormente os que vão receber o Troféu Bandeira Paulista); Perspectiva Internacional– que apresenta um panorama do recente cinema mundial; Retrospectivas – seção com obras completas ou não de diretores importantes ou mesmo desconhecidos; Apresentações Especiais – exibição de clássicos ou de filmes de diretores que estão sendo homenageados pela Mostra; Mostra Brasil – exibição de títulos brasileiros inéditos em São Paulo. Todos os filmes brasileiros concorrem ao prêmio Itamaraty, mas os totalmente inéditos no país - primeiro ou segundo filme de jovens diretores - estão também na seção Competição Novos Diretores.

TÍTULOS CONFIRMADOS
Entre os mais de 350 filmes confirmados para a 36ª Mostra estão confirmados: O GEBO E A SOMBRA, de Manoel de Oliveira (Festival de Veneza 2012); LIKE SOMEONE IN LOVE, de Abbas Kiarostami (Festival de Cannes 2012); TABU, de Miguel Gomes (Festival de Berlim 2012); FELICIDADE (BLISS), de Doris Dörrie (Cherry Blossoms - Hanami- 2008); A BELA QUE DORME, de Marco Bellochio (Festival de Veneza 2012); LA NOCHE DE ENFRENTE e BALLET AQUATIQUE, ambos de Raúl Ruiz (Mistérios de Lisboa – 2010; Três Tristes Tigres– 1968; O Tempo Redescoberto - 1999); LULLABY TO MY FATHER, de Amos Gitai (Festival de Veneza 2012) LOVE IS ALL YOUNEED, de Susanne Bier (Num Mundo Melhor - 2010); LAURENCE ANYWAYS, de Xavier Dolan (Um Certain Regard/Cannes 2012); ALÉM DAS MONTANHAS, de Cristian Mungiu (melhor atriz e melhor roteiro/Cannes 2012); ENTRE O AMOR E A PAIXÃO, de Sarah Polley; BERGMAN & MAGNANI, de Francesco Patierno; HANNAH ARENDT, de Margarethe Von Trotta; A CAÇA, de Thomas Vinterberg (prêmio de melhor ator/Cannes 2012); J`ENRAGE DE SON ABSENCE, de Sandrine Bonnaire; REALITY, de Matteo Garrone (Grande Prêmio do Júri/Cannes 2012); LIV & INGMAR – A LOVE STORY, de Dheeraj Akolkar; BULLY, de Lee Hirsch; IMPARDONNABLES, de André Téchiné; KEYHOLE, de Guy Maddin; POR ENQUANTO , de Hal Hartley; THE ANGEL’S SHARE, de Ken Loach (Prêmio Especial do Júri/Cannes 2012).

O cinema latino está representado com cerca de 30 títulos, alguns deles exibidos nos Festivais de Cannes, Berlim e Roterdã, como LA JUBILADA, de Jairo Boisier (Chile); SALSIPUEDES, de Mariano Luque (Argentina); MALAVENTURA, de Michel Lipkes (México); LA DEMORA, de Rodrigo Plá (Uruguai/México/França); FOGO, de Yulene Olaizola (México/Canadá); EL RESQUÍCIO, de Alfonso Acosta (Colômbia); LOS SALVAJES, de Alejandro Fadel (Argentina); MEJOR NO HABLAR DE CIERTAS COSAS, de Javier Andrade (Equador); SIN OTOÑO, SIN PRIMAVERA, de Iván Mora Manzano (Equador/Colômbia/França); ORO COLOMBIANO: 400 AÑOS DE MUSICA DEL ALMA, de Sangay Agarwal e Ivan Higa (Colômbia/Venezuela); LA CULPA DEL CORDERO, de Gabriel Drak ;UNA BALA PARA EL CHE, de Gabriela Guillermo (ambos do Uruguai).

MOSTRA BRASIL
A Mostra vai exibir nesta 36ª edição mais de 60 filmes brasileiros, entre os quais, os documentários FRANCISCO BRENNAND, de Mariana Brennand Fortes (inédito); PAIXÃO E ACASO, de Domingos Oliveira (inédito); RAPSÓDIA ARMÊNIA, de Cassiana Der Haroutiounian, Cesar Gananian e Gary Gananian; ELENA, de Petra Costa; METRO, de Guilherme B. Hoffmann; PERNANCUBANOS, de Nilton Pereira; e ainda os longas de ficção CORES, de Francisco Garcia; A BUSCA, de Luciano Moura; REPARE BEM, de Maria de Medeiros; A MEMÓRIA QUE ME CONTAM, de Lucia Murat; A COLEÇÃO INVISÍVEL, de Bernard Attal; BOA SORTE, MEU AMOR, de Daniel Aragão; CINE HOLLIÚDY, de Halder Gomes; COLEGAS, de Marcelo Galvão; ERA UMA VEZ EU, VERÔNICA, de Marcelo Gomes; NOITES DE REIS, de Vinicius Reis; NOVE CRÔNICAS PARA UM CORAÇÃO AOS BERROS, de Gustavo Galvão; O QUE SE MOVE, de Caetano Gotardo; A ÙLTIMA PALAVRA É A PENÚLTIMA, de Evaldo Mocarzel; O SOM AO REDOR, de Kleber Mendonça Filho; UMA HISTÓRIA DE AMOR E FÚRIA, de Luiz Bolognesi.

TIM BURTON NA PREMIAÇÃO/ENCERRAMENTO
A Noite de Premiação da 36ª Mostra será realizada às 20h do dia 1º de novembro, no CineSESC, seguida de uma pré-estreia da animação FRANKENWEENIE, de Tim Burton, inédita no Brasil. O filme conta como o jovem Victor faz uso da ciência para fazer reviver seu cãozinho Sparky e como a cidade descobre que pode ser monstruoso ganhar uma nova vida.

SESSÃO AO AR LIVRE
No dia 02 de novembro, sexta-feira, às 20h, será realizada a exibição de NOSFERATU, de F.W. Murnau, no Parque do Ibirapuera, acompanhado da Orquestra Petrobras Sinfônica e Coral, com regência do Maestro alemão Pierre Oser, que compôs a partitura do filme, em comemoração aos 100 anos de morte de Bram Stoker, autor de Drácula.

Nenhum comentário: