22/10/2012

.: QUADRINHOS .: Uma louca teoria sobre “Superior Spider-Man”

Nota: este post contém spoilers. Não diga que eu não avisei, catso! 

Já sabemos que “Superior Spider-Man”, título que vai trazer um novo Cabeça de Teia para o Universo Marvel, terá suas raízes lançadas com os prometidos acontecimentos bombásticos que o roteirista Dan Slott está preparando para a edição histórica “Amazing Spider-Man # 700”. E já se sabe que este será o ápice de um plano supremo do Doutor Octopus – cujo visual mais esquisito do que outrora não esconde o fato de que ele ficou muito mais maluco e muito mais genial, chegando a rivalizar com Henry Pym, Tony Stark e Reed Richards.

Tenho cá uma teoria, portanto. Que pode ser meio maluca. Mas que, se for real, vai me fazer colocar Dan Slott em uma espécie de pedestal.

Acabei de ler a edição nacional “Homem-Aranha # 130”, que traz a primeira missão do Escalador de Paredes ao lado da Fundação Futuro, a nova versão do Quarteto Fantástico. O vilão é Otto Octavius, liderando a reformada versão do Sexteto Sinistro. O plano mirabolante criado por ele consiste em colocar os heróis num triângulo de fendas no continuum espaço-tempo, abrindo as portas para realidades paralelas, naquele bom e velho esquema da pseudociência dos quadrinhos de heróis. Ao final, parece que Octavius consegue enrolar todo mundo e chega ao seu misterioso objetivo, despistando a todos. E diz, todo sorumbático: “Reed Richards nem desconfia que criou o último componente de que eu precisava para concluir a tapeçaria que venho tecendo”.

Me parece óbvio que o plano genial que ele vai aplicar contra Parker em “Amazing Spider-Man # 700” tem tudo a ver com isso. Não sei exatamente de que forma ele vai tirar o sobrinho da tia May de circulação, se é que ele vai ser diretamente responsável por isso. Mas tendo a crer, cada vez mais, que o novo Aranha será Miguel O’Hara. Sim, ele mesmo. O Homem-Aranha 2099. Os tons mais escuros do uniforme. Os detalhes mais angulosos da aranha na roupa. As garras nas mãos e nos pés. Lembrem do uniforme do Aranha do universo 2099. Sei lá. Tudo parece levar a crer que sim.

Pode ser que a Marvel esteja querendo nos despistar. Mas eu ia amar que fosse isso. Simplesmente porque Miguel O’Hara era um baita personagem bacana. E porque o Homem-Aranha 2099 era a coisa mais divertida da empreitada 2099. E era um título mais legal de ler até do que o Aranha da cronologia regular da época. Todos os méritos para Peter David.

Vejam: a Sony já confirmou “O Espetacular Homem-Aranha 2”, o filme. E cujo protagonista é Peter Parker. Alguém tem dúvidas de que Parker voltará a ser o Homem-Aranha das HQs (sem considerar a cronologia ultimate, veja) em no máximo um ano? Ou eles correriam o risco de deixar um personagem desconhecido do grande público sob a máscara de sua galinha dos ovos de ouro? Tá bom. Faz-me rir.

Se é pra ser temporário, que seja então com uma tacada envolvendo um personagem que os fãs amam, e não com um camarada vindo do nada. Que a Marvel tenha culhões para fazer isso mesmo. Porque ia ser legal pacas.

Nenhum comentário: