10/04/2013

.: QUADRINHOS .: Rapidinhas!!!!!!!!!!


Os leitores de quadrinhos das antigas sabem bem quem é Carrie Kelley – aquela jovem garota que atua como Robin ao lado de um Bruce Wayne velho e ainda mais sombrio e carrancudo no futuro alternativo apocalíptico da clássica série “O Cavaleiro das Trevas”, de Frank Miller (foto ao lado). Pois bem: agora, a DC vai incorporar a personagem à cronologia normal (e atual) da editora pós-reboot. Ela já vai dar as caras, embora ainda sem assumir o manto de menina-prodígio, em “Batman & Robin #19”. Sabe-se que ela é amiga do falecido Damian Wayne, filho biológico de Bruce e o mais recente garoto a envergar a capa colorida de parceiro do herói de Gotham City. “Se querem saber quanto tempo ela vai ficar por aí, digamos que é bem mais que só uma edição”, revelou o roteirista Pete Tomasi ao New York Post. “Tenho planos para Carrie que vão longe no futuro”.

E tem mais:
- Tudo indica que Fede Alvarez e Rodo Sayagues, respectivamente diretor e roteirista do remake de “Evil Dead - A Morte do Demônio”, estariam trabalhando no filme do Dr. Estranho, parte da chamada “fase 3” da Marvel Studios.

- A edição número de 13 da revista "Batman Incorporated” será também a última da história. A publicação será cancelada exatamente depois da saída de Grant Morrison, roteirista que abandona o trabalho com o Batman depois de sete anos.

- Entre julho e agosto, a DC vai colocar na rua a saga “Trinity War”, que será uma espécie de megacrossover entre os títulos “Justice League”, “Justice League of America” e “Justice League Dark”. O conflito, que marca a primeira vez em que as equipes se encontram, girará em torno dos personagens sobrenaturais Vingador Fantasma, Questão e Pandora (sendo que esta última, envolvida nas mudanças do universo DC desde “Ponto de Ingnição”, deve ter papel de destaque).

- A revista “Avenging Spider-Man” será substituída por outra revista de temática semelhante: “Superior Spider-Man Team-Up”. O conceito será o mesmo, de encontros do Aranha com outros personagens da editora – só que, conforme explica o roteirista Chris Yost, por se tratar do nosso vilão em pele de herói (leia-se “mente do Dr.Octopus no corpo de Peter Parker”), é provável que estejamos falando bem mais de confrontos do Cabeça de Teia com outros medalhões da editora do que de papinhos amigáveis. Começa a partir de julho.

- Na revista “Uncanny Avengers #6”, Thor vai ao passado e, em pleno século 11, dá de cara com quem? O Apocalipse. E eis que o pau come entre os dois. O vilão andava sumido desde mais uma de suas muitas mortes e, coincidência ou não, volta ao panteão de antagonistas da editora justamente quando corre o boato de que ele será o vilão de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”, novo filme dos X-Men que será lançado no ano que vem.

- Eis que “Batwing #19” chega às bancas dos EUA e, pasmem, mostra o congolês David Tinasha abandonando o cargo de herói subsidiado pelo Homem-Morcego. E para o seu lugar, envergando uma nova armadura projetada por Lucius Fox nas empresas Wayne, eis que surge...Luke Fox, filho de Lucius. O jovem, lutador de MMA, sempre quis fazer parte da Corporação Batman.

- Outra revelação bombástica: se na versão pré-reboot o Superboy era um clone do Super-Homem, que segredo estaria reservado para a sua origem pós-reboot? Chegou “Superboy #19” e BOOM! O Superboy é filho de Clark Kent e Lois Lane. Calma, que o negócio é mais complicado, porque este não é um casal óbvio: na verdade, nesta nova cronologia, Clark e Lois nunca chegaram a ter qualquer envolvimento. Na verdade, atualmente, o Super está pegando a Mulher-Maravilha. Como diabos o material genérico de ambos foi combinado? Perguntem ao roteirista Scott Lobdell.

Nenhum comentário: