07/05/2013

.: CINEMA .: Uma história de horror ambientada em New Orleans

Como O ÚLTIMO EXORCISMO – PARTE II recomeça exatamente onde o primeiro filme parou, a produção retornou para a Louisiana, mas desta vez para a ambientação gótico-sulista de New Orleans. “Como todos sabem, esta é a cidade mais exótica do mundo”, opina o produtor Marc Abraham. “A cidade é repleta de histórias de fantasmas e rica em contos macabros - por isso, é um lugar perfeito para um filme de terror”. O diretor, Ed Gass-Donnelly, destaca construções como “as casas construídas sobre palafitas para evitar enchentes, acima de cemitérios, bem como os restos de esqueletos de edifícios destruídos pelo furacão que estão há muito tempo abandonados. Você pode ter belos edifícios antigos de 300 anos ao lado de uma torre de escritórios dizimada que ninguém reformou desde o Katrina”, completa.

O cineasta afirma que a cidade é um imenso (e único) anacronismo cultural. “Em que outro lugar você pode encontrar ao mesmo tempo pântanos, Mardi Gras e aquelas barracas de daiquiri? Existe uma mitologia e uma personalidade nesta cidade que a fazem ser única, uma mistura de Oeste Selvagem e Terra do Nunca”, explica. Para ele, a folia sensual da cidade funciona muito bem como um contraste chocante com a Louisiana dos igarapés quando vista através dos olhos quase inocentes da personagem Nell. “O filme é basicamente sobre uma jovem garota descobrindo quem ela é e quem ela quer ser...e que melhor lugar para fazer isso do que em Nova Orleans? A cidade é como um centro de cultura, decadência e deboche. Era o mundo perfeito para colocar essa moça outrora protegida e cujo pai nem sequer a deixaria ouvir música não-religiosa, e muito menos usar batom ou beijar um menino”. O produtor Abraham ainda completa: “Uma vez que escapou dos horrores do primeiro filme, ela acha que está prestes a encontrar paz e consolo neste novo lugar. Mas o fato de que nem mesmo em Nova Orleans ela consegue escapar, acaba tornando tudo ainda mais apavorante”.

Além de tudo isso, Nova Orleans é tão conhecida por seus mistérios místicos quanto por sua música. “Nova Orleans é notoriamente uma cidade mal-assombrada. Diversos donos de estabelecimentos comentam contentes sobre os fantasmas em suas casas”, diverte-se Gass-Donnelly. “É uma cidade que foi sitiada cerca de nove vezes diferentes, por isso há um grande número de culturas que foram integradas, culturas que são baseadas em religiões”, conta Abraham. “E, quando você tem religião envolvida, você está apenas do outro lado de uma boa história sobrenatural”, finaliza.

O ÚLTIMO EXORCISMO – PARTE II estreia em circuito nacional nesta sexta-feira, dia 10 de maio.

Nenhum comentário: