22/01/2014

.: CINEMA .: Um monte de notícias para se saber sobre "Star Wars VII" (e outras coisas do mesmo universo)


O diretor J.J. Abrams confirmou que o roteiro do filme está pronto. Horray!

Sobre o roteiro: sabe por que Michael Arndt deixou o posto, largando a responsa nas mãos de Abrams e de Lawrence Kasdan (roteirista de "O Império Contra-Ataca")? Porque rolou uma tremenda divergência de opiniões. Arndt queria colocar os novos personagens como protagonistas de imediato, já neste sétimo episódio, enquanto George Lucas e Abrams achavam que este primeiro filme deveria se focar em Han Solo (Harrison Ford), Leia (Carrie Fisher) e principalmente em Luke (Mark Hamill), que no filme seguinte passariam o bastão aos seus descendentes. É óbvio que Abrams, Lucas e seu time ganharam o braço de ferro. De acordo com os produtores, esta seria uma forma apropriada dos fãs poderem se despedir de seus personagens favoritos.

Boato BEM legal, e que tem a ver com esta história toda dos heróis das antigas serem o destaque de "Star Wars VII": Abrams quer que a Millennium Falcon tenha uma grande participação no filme (é a nave do Han Solo, logo…). A equipe de produção já estaria construindo a nave em tamanho real e ainda trabalhando em sets de seu interior nos estúdios Pinewood, em Londres. Vale lembrar que, além de servirem para um possível filme de origem de Solo – que, por sinal, ainda continua sendo alvo de boatos por aí – estes sets poderiam ser reaproveitados nos parques temáticos da Disney.

Abrams ainda afirmou que está estudando a possibilidade de rodar a película parcialmente em IMAX.

Sim, a história de que a produção do filme conversou com o ator Jesse Plemons (o Todd de "Breaking Bad") é real, mas ainda não está nada definido. Nem o fato de que ele poderia viver o filho de Luke.

Além dele, a boataria dá conta de que a produção anda conversando com Michael Fassbender (o Magneto de "X-Men: Primeira Classe"), Jack O'Connell (da série britânica "Skins"), Adam Driver (da série "Girls") e Hugo Weaving (o Agente Smith de "Matrix"). A respeito deste último, reza a lenda que ele teria falado com J.J.Abrams sobre um papel relacionado ao Império. Isso já fez os fãs ficarem emocionados e imaginarem o sujeito na pele azul do Almirante Thrawn, personagem do universo expandido. Trata-se de um remanescente do Império que, depois da batalha final em Endor, retorno de uma missão longínqua e passa a liderar as forças imperiais remanescentes contra a Nova República.

Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm, afirmou que os filmes derivados de Star Wars, aqueles do tipo spin-off, com personagens secundários, não terão necessariamente ligação com a saga da família Skywalker. Serão histórias independentes, mas dentro do mesmo universo.

Por falar nos filmes derivados, Kasdan quer trabalhar um personagem completamente novo no filme do mercenário Boba Fett. A ideia é descartar a sua ligação com este papo de clonagem – se você conhece a cronologia da saga, sabe que ele é um jovem clone de Jango Fett, criado como se fosse seu filho. Um dos planos de Kasdan seria, talvez, matá-lo, fazendo com que o assassino assumisse sua armadura e identidade. Se for isso mesmo, é bom que Kasdan lembre que Fett já morreu, na boca do sarlacc de Jabba, lá no começo de "O Retorno de Jedi", quando Luke e cia. chegam para resgatar Han Solo. Será que a história que ele vai contar é anterior? Então o Boba que capturou Solo não era o mesmo que foi criado por Jango? Sinistro.

Joe Johnston, diretor de "Capitão América: O Primeiro Vingador", estaria cotado para dirigir o filme de Boba Fett. Detalhe curioso: Johnston começou a carreira como técnico de efeitos especiais no primeiro "Star Wars", em 1977.

E a compra da Lucasfilm pela Disney fez com que acontecesse uma descentralização da decisão do que pode ou não ser considerado cânone oficial da saga "Star Wars", função que antes ficava apenas e tão somente a cargo de George Lucas. O chamado "Study Group" vai aprovar os materiais do universo expandido e, claro, criar amarras entre eles. Isso pode ser uma coisa que diz muito a respeito dos planos da Disney para a franquia…

Por último e, acho, mais importante - a Pixar deve fazer alguma coisa no universo de Star Wars. Tá tudo em casa, dentro da Disney, afinal. Pode começar a comemorar agora.

"Star Wars: Episódio VII" - ainda sem título confirmado - estreia em 18 de dezembro de 2015.

Nenhum comentário: