19/02/2014

.: FRASE DA SEMANA .: Antonio Fagundes

Tá achando estranho ver o nome do cara por aqui? Pois é. Eu também. Mas ele é um ator de respeito e que, dia destes, deu uma ótima entrevista para o UOL a respeito de seu novo filme no cinema, "Quando Eu Era Vivo", baseado na obra de Lourenço Mutarelli. Quando questionado dos motivos pelos quais não vemos o cinema brasileiro apostando mais em gêneros como terror ou policial, ele não teve papas na língua e mandou a real:


Porque é muito difícil. Tem que estudar. Não adianta ser autoral. Essa coisa de dizer "eu tenho uma tese"... Tese nenhuma! Você tem que contar bem uma história. E para você contar bem uma história que dê medo numa pessoa sentada numa sala com ar condicionado tem que ser muito bom. Por isso que não tem. Por isso que não tem policial, porque botar adrenalina no corpo de alguém que está confortavelmente instalado comendo pipoca é muito difícil. As pessoas que dizem "ah, é comercial" é porque não sabem fazer. Só aceito isso de quem já fez sucesso. Mas quem fez sucesso não vai falar isso porque sabe que trampou para chegar lá. Eu acho que tem que acabar com essa merda de justificar a sua incompetência dizendo que não faz porque não quer. Não. Não faz porque não sabe.

Pois é. Você aí. É, você mesmo. Mete o rabo entre as pernas porque o que Fagundes falou, meu camarada, é uma realidade dura e inconteste.

Nenhum comentário: